A Paz Verdadeira


Paz! Pequena palavra de três letras que carrega um significado imenso. A tão sonhada e almejada paz, que muitos morrem sem conhecer. Você não precisa morar em um país em guerra para querer paz. Basta ser um ser humano para saber o que é desejar a paz. Você já desejou ter paz? Será que é possível ter paz?

Dizem por aí que para ter paz é necessário que Jesus volte a esta Terra e acabe com o mal. Que é necessário você morar no paraíso. Mas por mais estranho que pareça a ideia, é possível ter paz aqui nesta Terra.

O que precisamos entender é que para conseguir a paz precisamos ir à fonte dela. Isaías 9:6 diz que existe o Príncipe da Paz. Seu nome é Jesus. O mais interessante é que não precisamos comprar a paz das mãos de Jesus. Ele mesmo diz em João 14:27 que está nos dando a paz. Contudo, se você ler todo o verso 27 vai perceber que Jesus nos dá a paz, mas não como o mundo.

Afinal, o mundo também dá a paz? A resposta é: claro que sim! Porém a paz que o mundo oferece tem suas limitações, e é bem diferente da que Jesus, a fonte da paz, oferece gratuitamente. O mundo diz que para ter paz é necessário não haver guerra, mas a paz de Cristo e eficaz mesmo em tempos de guerra. Para ter paz, o mundo diz que, você precisa adquirir todos os aparelhos tecnológicos e humanos para garanti-la. Mas felizmente, Jesus nos dá a paz de graça e Ele mesmo garante a qualidade e eficácia do seu “produto”.

Então como podemos ter paz aqui neste mundo de tribulações? Existem dois passos para alcançar esta paz que vem de Cristo, mas antes é necessário um conhecimento prévio.

Primeiramente, o que você precisa saber é que Deus nos criou livres. Liberdade era a palavra que estava na mente de Deus ao criar a humanidade. Hoje, porém, as pessoas confundem liberdade com libertinagem. Eu sei que você pode estar procurando em um dicionário o que significa realmente estas palavras, mas deixe-me dizer que para ter liberdade é necessário ter algumas regras. Deus, assim como um pai para com o filho, deseja sempre o melhor para nós (Romanos 12:2), e por isso deixou regras claras para que pudéssemos ser livres de verdade. Você mesmo pode conferir em Marcos 12:30 e 31. Isso mesmo, “Amar a Deus” e “Amar ao próximo”, estas são as regras. Contudo Deus não parou por aí e esmiuçou essas duas regras, expondo-as em dez regras que podem ser lidas em Êxodo 20:3-17. Os conhecidos e tão ponderados 10 Mandamentos. Os quatro primeiros dizem respeito a amar a Deus sobre todas as coisas e os seis últimos a amar ao próximo como a você mesmo. E então você se pergunta: Porventura Jesus não aboliu os Dez Mandamentos? E Ele mesmo lhe responde em Mateus 5:17 e 18 quando diz: “Não vim para abolir a Lei, vim para cumprir”.

Tão verdade é dizer que a Lei ainda vigora quanto dizer que ela não salva ninguém! Mas então para que serve a Lei? Para apontar o erro. Você não saberia que matar é pecado se não existisse uma lei que diz “Não matarás!” A Lei mostra o seu erro, onde você está pecando, deixando a desejar. E entendido isso você pode dar o primeiro passo para alcançar a paz que vem de Cristo.

O primeiro passo para alcançar a paz é reconhecer, através da Lei, o quão pecador você é. E como todo pecador necessita de um Salvador, isso fará com que você dê o segundo passo que está descrito em I João 1:9: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça”. (NVI)

O segundo passo é confessar o seu pecado a Deus e unicamente a Ele para que Ele possa te perdoar. Através do perdão de Deus sua vida é transformada e você recebe a paz verdadeira.

Certa vez um escultor pegou um bloco de mármore e começou a trabalhar nele. Mas ele não tinha tanta habilidade e acabou estragando a peça. Por fim, desanimado, colocou o pedaço de mármore no quintal, no tempo e com os matos crescendo ao seu redor. Aquele pedaço de mármore ficou ali por muito tempo. Mas um dia passou por ali um escultor famoso, seu nome era Michelangelo. Ele olhou aquele bloco de mármore largado no tempo e percebeu o quanto valia. Depois de adquiri-lo começou a trabalhar nele e fez uma estátua de Davi com uma funda na mão. Essa obra de arte belíssima foi obtida de um pedaço de mármore quebrado e abandonado.

Eu não te conheço, mas talvez você já se sentiu ou ainda se sinta como aquele bloco: quebrado, abandonado. Sei que é difícil ter paz em meio ao caos deste mundo e sei que você pode pensar que já foi muito longe para conseguir dar estes dois simples passos para a sua felicidade. Mas quero que entenda uma coisa. Você nunca poderá ir tão longe que Deus não possa te alcançar. Ele está falando ao seu coração agora, neste momento em que você lê estas linhas. Ele quer te devolver a liberdade que o mundo lhe roubou, quer te dar uma vida cheia de propósitos e principalmente, quer te dar a sua verdadeira paz que brota de seu perdão.

Não retroceda diante de Cristo. Confie nEle. Enquanto você ouve o vídeo dos Arautos, tome tempo para conversar com Deus e seguir os dois passos que expomos aqui. Eu tenho certeza de que sua vida vai ser totalmente abençoada e transformada.

Que o SENHOR te abençoe e te guarde… Que o SENHOR te dê a paz.

Direitos autorais. Artigo: Vagner Bruno | Foto: google.com.
Anúncios
Esse post foi publicado em Esperança, Meditações, Sermões e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A Paz Verdadeira

  1. Rafael Souza disse:

    linda mensagem, realmente só Jesus Cristo é capaz de nos dá a verdadeira paz!
    parabéns!

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s